ÁREA DO ASSOCIADO

X
PESQUISA DE ANIMAIS E AFIXOS
QUARTA DO CONHECIMENTO

Voltar para lista

Incentive ao Acreditar


''Tenho sai?do muito da UC para cursos por todo o Brasil. Horsemanship e Re?deas sa~o os "recordistas" de solicitac?o~es. De norte a sul monto cavalos que nunca vi e que provavelmente nunca mais vou ver. Uma das coisas que mais fico pensando quando estou dando cursos e? sobre a mudanc?a que tento gerar nas pessoas enquanto estou la? por alguns dias. Na~o quero mudar tudo radicalmente nem tampouco acho que minhas ideias sejam as mais ou u?nicas corretas. Tenho um sistema de trabalho, uma metodologia de ensino e me certifico disto com os resultados que obtenho com meus cavalos no dia a dia de provas e cursos. Nestas clínicas e cursos as pessoas chegam com seus cavalos, e logo no primeiro dia, ainda na aula teo?rica, pergunto o que cada uma faz com seu cavalo. Depois das apresentac?o~es, pergunto se algue?m tem algum problema com seu cavalo. Todos levantam as ma~os. Cada um tem pelo menos 1 ou 2 problemas que atrapalham em alguma coisa no relacionamento com seus cavalos. Normalmente tambe?m pergunto o que as pessoas esta~o fazendo para contornarem ou solucionarem o problema. Na maioria das vezes as pessoas solucionam os problemas atrave?s da contenc?a~o ou limitadores fi?sicos como freios, gamarras, martingales, cordas, ou mesmo na forma de punic?a~o, castigo. Alguns entram pelo vie?s do que chamo "suborno", ou seja, rac?a~o, feno, doces, etc. Quando vamos para a parte pra?tica e iniciamos os exerci?cios que visam mais a parte mental para depois irmos para a parte fi?sica, os cavalos comec?am a mudar de atitude e as ferramentas comec?am a se abrandar. Obviamente que tudo isto somente ocorre a partir da vontade das pessoas em praticar os exerci?cios, e que leva sim algum tempo, mas todos os cavalos correspondem. Por que^?

Porque quando as soluc?o~es sa~o somente fi?sicas como freios fortes, gamarras apertadas, deixar dormir de sela, etc, o cavalo passa a na~o acreditar mais que e? possi?vel alguma transformac?a~o mental, de comportamento, e fica permanentemente com os instintos de preservac?a~o, medo e absoluta falta de confianc?a em tudo o que esta? ao seu redor. Costumo dizer que o cavalo passa a enxergar a pessoa como parte do problema e na~o da soluc?a~o. Tudo isto ocorre por ignora^ncia, no sentido da falta de conhecimento sobre como o cavalo processa informac?o~es, aprende, age, reage ou responde. Seria como comprarmos um avia~o sem nem mesmo saber pilotar. Provavelmente conseguiri?amos algumas coisas, mas na~o o suficiente para um voo seguro e tranquilo. Quando o cavalo muda o pensamento, a partir da mudanc?a que a pessoa gera, ha? o que chamo de incentivo ao acreditar que da? para confiar, para executar, para realizar tarefas e manobras, provas e trabalho. Incentivar o cavalo a acreditar e? mais fa?cil do que se imagina. Coloque-se no lugar dele quando voce^ tiver alguma dúvida sobre como ou o que fazer, e vera?s que as respostas comec?ara~o a aparecer... ''

Por: Aluisio Marins, MV
Universidade do Cavalo
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES DE CAVALOS DA RAÇA MANGALARGA
AV. FRANCISCO MATARAZZO, 455 - PAVILHÃO 4 "DR. FAUSTO SIMÕES" PARQUE DA ÁGUA BRANCA - SÃO PAULO - SP - CEP: 05001-300 - TEL:(11) 3866-9866
ENVIO DE CORRESPONDÊNCIAS - EXCLUSIVAMENTE: CAIXA POSTAL 61016 - CEP: 05001-970 - PARQUE DA ÁGUA BRANCA - São Paulo - SP